Cultivares são variedades de plantas que foram melhoradas devido à alteração ou introdução, em laboratório, de uma característica que antes não possuíam. 
A humanidade faz seleção e melhoria de sementes para cultivos há milênios, desde que começou a fazer agricultura. Hoje em dia, isso envolve muita tecnologia. A EMBRAPA, empresa pública brasileira, por exemplo, produziu centenas de cultivares que são utilizadas por agricultores em todas as partes do país. Mas grande parte das sementes cultivadas no Brasil são compradas de empresas internacionais (que dominam boa parte da produção de alimentos no mundo). 
A legislação brasileira (que precisa ser melhorada!), protege tanto os agricultores quando as empresas que desenvolvem sementes.

Infelizmente, neste momento, corremos o risco de que a lei seja piorada. Para aumentar o controle e o lucro de poucas corporações internacionais, querem limitar o direito que os agricultores têm de guardar e usar os grãos colhidos como sementes na safra seguinte. Isso viola, inclusive, tratado internacional assinado pelo Brasil.Estes interesses estão representados no Congresso Nacional pelos deputados que compõem a bancada ruralista, e têm Projeto de Lei tramitando (PL 827/2015). Se o projeto for aprovado, o controle completo da agricultura brasileira passaria para as mãos de umas poucas corporações estrangeiras.A diversidade de cultivares é estratégica para qualquer país, pois dela depende não só a produção presente de alimentos, mas também a produção futura, especialmente considerando as mudanças climáticas deixam muitas incertezas sobre as condições de produção de alimentos.Participei ativamente dos debates na Comissão Especial que analisou o PL 827/2015, e apresentei, em setembro de 2016, junto com outros deputados do PT, um voto em separado, colocando na mesa uma alternativa que representa a defesa da soberania nacional e dos agricultores brasileiros.Para proteger nosso patrimônio genético, fiz indicação legislativa, sugerindo ao governo a criação de um programa de incentivo (aquisição pública e criação de bancos comunitários) à produção de mudas e sementes nativas e crioulas.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now