O Brasil já é o campeão mundial no consumo de agrotóxicos! 
Mas a agricultura não precisa disso, nossa saúde e o meio ambiente não suportam mais!
O uso indiscriminado destes produtos prejudica a agricultura brasileira e as exportações, já que importantes mercados mundiais rejeitam produtos contaminados.
Por isso, na Câmara, temos travado um duro embate com os deputados que defendem os interesses das poucas empresas multinacionais que produzem agrotóxicos. Eles querem mudar a legislação para liberar geral o uso de venenos nas lavouras do país. 
Nosso compromisso é com uma agricultura saudável e segura!
Promovemos diversos debates em Brasília e no estado de São Paulo, e produzimos também publicações que denunciam o PL do Veneno que tramita na Câmara dos Deputados e apresentam alternativas.

Ao lado de movimentos e organizações sociais, apoiamos a elaboração do PL 6670/2016 que cria a Política Nacional de Redução de Agrotóxicos, prevendo a transição consciente e gradual para a produção segura de alimentos. Seguimos lutando para que tramite com sucesso na Câmara dos Deputados. 
Apresentei um Projeto de Decreto Legislativo para anular a autorização recente para cultivo de cana transgênica no país, porque uma das principais consequências deste cultivo seria o violento aumento da quantidade de agrotóxicos lançados no ambiente. Além disso, não há estudos suficientes e está evidente a falta de ética nas relações entre a CTNBio e o setor canavieiro.
Apresentei Projeto de Decreto Legislativo de Sustação de Atos Normativos do Poder Executivo (PDC), pois entendo, que a liberação desrespeita o consumidor e o meio ambiente. Além disso, 
Destinei emenda parlamentar para apoiar, por meio da FIOCRUZ, o desenvolvimento de ações de capacitação no estado de SP sobre este tema.
Apresentei relatório favorável à criação da Política de Apoio aos Agrotóxicos de Baixa Periculosidade, entendendo que se trata de uma iniciativa que visa reduzir os danos causados pelos venenos altamente tóxicos, enquanto o país não generaliza um modelo de agricultura livre de agrotóxicos. Incluí na proposta incentivos do governo à agroecologia. (PL 1687/2015)

Apresentei relatório contrário ao projeto de lei (PL 1176/2015) que liberaria o uso indiscriminado de agrotóxicos. Meu relatório venceu a votação da Comissão de Meio Ambiente. O projeto segue em tramitação.
Apresentei projeto para inclusão no calendário oficial do Dia Nacional de Conscientização e Combate à Intoxicação por Agrotóxicos. É um problema que mata uma pessoa a cada dois dias no Brasil, conforme estimativas recentes , e o país precisa despertar!


 

Para muita gente que vive na cidade, parece distante, mas... o meio rural produz alimentos, água limpa e lazer. Interessa a todos nós!

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now